quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Quem era o ladrão arrependido?



Se pararmos para pensar vamos ver alguns mistérios que envolvem este episódio,além do questionamento se ele foi para o paraíso no mesmo dia ou não que é debatido por alguns grupos religiosos, mas isso é de menos se meditarmos acerca da salvação deste homem.

Podemos encontrar alguns mistérios que envolvem o perdão e a salvação. Para começarmos a entender vamos ler (Romanos 10.9) a saber, se com a tua boca,confessares ao Senhor Jesus,e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dos mortos será salvo.

Se baseando neste versículo podemos crer que o ladrão reconheceu que era pecador e quem era Jesus ,que ele era o salvador e o propósito da sua morte na cruz. Veja que Jesus não perguntou para ele o que ele tinha roubado e quais foram seus crimes.

O perdão de Deus apaga na hora todos os pecados. Quem está em Cristo nova criatura é e eis que tudo se fez novo (2 Coríntios 5.17) Deus não leva em conta o tempo da vossa ignorância (Atos 17.30) Pedro disse no templo depois que um aleijado foi curado (Atos 3.19) Arrependei-vos e convertei-vos para que seja apagados os vossos pecados. Apagados, jamais serão lembrados por Deus . Em (Hebreus 10.17) diz: e jamais me lembrarei dos seus pecados e iniquidades.

Vemos outro fato semelhante no caso do filho pródigo, veja que o Pai o recebeu de braços abertos sem perguntar quais foram os pecados que ele havia cometido enquanto estava fora. Também o caso de Filipe e o eunuco. Veja que no diálogo entre entre os dois,Filipe perguntou: crê de todo o seu coração?,ele disse: creio que Jesus Cristo é o filho de Deus (Atos 8.36-39)

 Veja que Filipe como no caso de Jesus e do filho pródigo não perguntou quais foram seus pecados para ver se perdoaria ou qual a punição que deveria sofrer como algumas denominações fazem hoje com os desviados que voltam. Nenhum deles fizeram papel de padre onde precisa confessar seus pecados para ser perdoado.Os pecados devem ser confessados a Deus pois é ele quem perdoa.

Eu já respondi pessoas que pertencem  a um certo ministério onde dizem que certos pecados não tem perdão. Então estas pessoas me citaram os pecados que cometeram para saber se ainda tem perdão.

O Pai não perguntou para o filho pródigo quais os pecados que ele havia cometido para saber se perdoaria ou não ou quais as restrições que ele sofreria. Em (Lucas 15 ) cita três parábolas que falam dos desviados, a do filho pródigo, das dracmas perdidas e das cem ovelhas. Veja que na parábola das cem ovelhas o pai colocou a ovelha perdida em seus ombros,curou sua feridas do pecados e a trouxe devolta ao rebanho sem perguntar os erros que ela cometeu.

A bílbia não diz quem era o ladrão da cruz, se era um desviado ou se era alguem que um dia ouviou o evangelho mas não se converteu embora tenha crido. Mas entrou para a história como modelo vivo de arrependidmento e perdão de Deus.

Este homem não pagou o preço pela salvação como as demais pessoas que tem que renunciar o mundo e a carne, sofrer tentações e perseguições. Ele disse: lembra-te de mim quando entrares no reino. Entendemos que ele sabia que havia vida após a morte e um lugar de pnição para os perdidos.

Ele assumiu ali na cruz seus pecados aos invés de e justificar ou transferir aos outros como fez Adão e Eva. Adão transferiu a culpa a Eva e Eva a serpente.

Outros questionam porque ele não foi batizado e foi salvo assim mesmo. (Marcos 16.16)...quem crer e for batizado será salvo. Mas veja que ele estava pregado na cruz. Alguns usam este argumento para dizer que não precisa se batizar para ser salvo se basenado neste fato. Mas se você é um destes, veja que você não está pregado numa cruz, além disso o batismo da nova aliança vigorou após a morte e ressurreição de Cristo,eles naquela ocasião ainda estavam sob a lei.

O batismo é o banho simbólico que simboliza a morte e a ressurreição de Cristo, quando a pessoa se levanta ela ressuscitou com Cristo para uma nova vida. Cristo ainda não havia ressuscitado. Alguém pode alegar que poderia ter sido batizado no batismo de João, mas ele foi uma excessão devido seu estado. Semelhante hoje um doente acamado em fase terminal ou sem condições física,presos,deficientes é uma excessão.

O ladrão arrependido deixou uma realidade que vigora para sempre. Qualquer que confessar seus pecados será salvo, mesmo que seja na hora da morte. Não deverá ser questionado quais foram seus pecados,mesmo que seja um desviado, vemos o exemplo do fiho pródigo onde o Pai não o questionou acerca dose sues pecados. O desviado não deverá passar por uma avaliação para saber quais forão seus pecados para saber se tem perdão ou quais as restrições ou punições que irão sofrer.

Uma mulher me escreveu certa vez que ela voltou para esta igreja e sofreu restrições como forma de punição, não podia cantar, tocar, pedir hinos. Isso é religiosidade,falta de conhecimento de Deus e falta de amor, isso não faz parte do evangelho. Jesus disse que o que vem a mim de maneira nenhuma lançarei fora.

Pesquisar este blog